Sobre

O projeto Biocomplexidade e Interações Físico-Químico-Biológicas em Múltiplas Escalas no Atlântico Sudoeste Edital foi contemplado pelo edital No 21/2018 CNPq/MCTIC/CAPES/FNDCT (Proc. No. 442695-2018-7).  Com vigência até dezembro  de 2022, o projeto é coordenado pelo professor Prof. Moacyr Cunha de Araújo Filho DOCEAN/UFPE e vice-coordenado por Jailson Bittencourt de Andrade SENAI CIMATEC/UFBA

Resumo:
De forma inovadora, o presente projeto visa relacionar padrões de turbulência a determinados tipos fitoplanctônicos de modo a elucidar as razões pelas quais a região da Confluência Brasil-Malvinas (CBM) é considerada um “hotspot” de diversidade fitoplanctônica. Esta iniciativa envolve um esforço conjunto entre 11 instituições, sendo 7 nacionais (4 do Nordeste, 1 do Sul e 2 do Sudeste) e 4 internacionais (2 Americanas, 1 Japonesa e a outra, Italiana), cujo objetivo principal é investigar, de forma interdisciplinar, o papel dos processos físico-químicos e biológicos na estruturação do ecossistema planctônico e nos ciclos biogeoquímicos na região da CBM, de modo a testar a hipótese da existência de uma maior diversidade em regiões de encontro de correntes de contorno. Este objetivo será alcançado através de observações oceânicas e atmosféricas, simulações numéricas e teoria ecológica envolvendo os parâmetros físicos e biogeoquímicos para o diagnóstico e a previsão da distribuição fitoplanctônica, da dinâmica do ecossistema bem como a sua resposta a mudanças climáticas no ambiente no Oceano Atlântico Sudoeste, com foco na CBM e sua extensão. 

Abstract:
This project aims to correlate patterns of turbulence to certain types of phytoplankton in order to explain why the Brazil-Malvinas Confluence (BMC) region is considered a “hotspot” of phytoplankton diversity. This novel initiative involves a joint effort among 11 institutions, being seven national institutions (4 in the Northeast, South and 1 2 of the Southeast of Brazil) and four foreign institutions (2 American, 1 Japanese and another one Italian). The primary objective is to investigate, in an interdisciplinary way, the role the physical, chemical and biological processes in structuring the phytoplankton ecosystem and biogeochemical cycles in the region of the BMC in order to test the hypothesis of the existence of greater diversity in regions of western boundary currents. This objective will be achieved through oceanic and atmospheric observations, numerical simulations and ecological theory involving the physical and biogeochemical parameters for diagnosis and prediction of phytoplankton distribution, as well as the potential response of the ecosystem to climate variability in the Southwestern Atlantic ocean environment, with a focus on the BMC and its extension.

Como nosso projeto é coordenado por duas universidades do nordeste brasileiro (UFPE e UFBA), optamos por usar nossa região como forma de identificação e criamos o nome Proantar Nordeste para nossas nas redes sociais e divulgação científica. Além das duas universidades coordenadoras, o projeto possui diversas parcerias com universidades brasileiras e estrangeiras (UFRN, UFRJ, FURG, PUC Rio, SENAI/CIMATEC, SZN – IT, HZG-DE, UT-JP, ODU-US, NCSU-US).  O acrônimo de nosso projeto é MEPHYSTO (MEsoscale PHytoplankton biocomplexitY in the Southwestern ATlantic Ocean).