Poluição microplástica nas águas marinhas do Atlântico Sul: Revisão de tendências, fontes e perspectivas atuais – Science of the Total Environment


No primeiro trimestre do ano de 2021, foi publicado um artigo no Jornal Acadêmico Científico, Science of the Total Environment, sobre a poluição microplástica nas águas marinhas do Atlântico Sul. O artigo foi produzido pelos pesquisadores do Projeto Mephysto, Franciele O. Campos da Rocha, Sabrina T. Martinez, Vânia P. Campos, Gisele O. da Rocha e Jailson B. de Andrade.


Título: Poluição microplástica nas águas marinhas do Atlântico Sul: revisão das tendências atuais, fontes e perspectivas.

Resumo: Microplásticos (MPs) são contaminantes emergentes e onipresentes que vêm ganhando destaque desde a última década até hoje. Isso se deve aos seus possíveis efeitos adversos nos ecossistemas aquáticos, bem como à enorme quantidade de resíduos plásticos gerados exponencialmente em todo o mundo. Os plásticos podem ser introduzidos diretamente aos corpos d’água ou indiretamente aos sistemas aquáticos por serem transportados pelo vento, a partir de emissões de contaminantes efluentes e lixiviação do solo, entre outros processos. Por sua vez, esses detritos podem interagir com produtos orgânicos e inorgânicos contaminantes, tais como hidrocarbonetos aromáticos policíclicos (PAHs), éteres difenílicos polibromados (PBDEs) e vestígios de constituintes e com microrganismos. Embora a abundância de microplásticos nas águas do Atlântico Sul esteja entre as maiores encontradas no mundo, o número de estudos nessas águas marinhas sobre a contaminação por MP ainda é escasso. Além disso, ainda não há consenso sobre as melhores condições de amostragem, que podem subestimar os deputados. Desta forma, estudos de MPs adequados quanto à sua distribuição, níveis de exposição, produtos químicos e interações biológicas são altamente sugeridos, a fim de melhor compreender tanto o ambiente quanto o humano riscos potenciais para a saúde. Esta revisão avaliou avanços na amostragem, metodologias analíticas, caracterização e compreensão das fontes de MP nessas águas marinhas em comparação com dados de outras regiões ao redor do globo.

Leia completo em: https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/S0048969721016090?via%3Dihub


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s